Proporção Áurea: conheça os significados deste símbolo

Proporção Áurea: conheça os significados deste símbolo

Você com certeza já viu o símbolo da Proporção Áurea em livros, filmes e até sua imagem pela internet. Este símbolo que tudo tem a ver com as perfeições e harmonias da natureza é muito poderoso e tem um significado incrível. 

Prepare-se para conhecer o significado da Proporção Áurea. Você vai se encantar. 

A natureza tem uma clara intenção de construção e manutenção de um padrão de harmonia e de equilíbrio: ela busca o crescimento, o desenvolvimento, a proliferação da vida, a superação, a integração, a regeneração, a restauração, a adaptação. Como parte da natureza, o ser humano participa de todo esse processo.

A tendência da natureza é a busca da integridade e da harmonia, a restauração da normalidade: como seres da natureza também estamos dentro desse movimento e devemos confiar que as forças da natureza agem e nos empurram para que estejamos íntegros, equilibrados, tranquilos e felizes. É nisso que devemos confiar e a intenção dessa medalha é ser um lembrete disso tanto nos momentos de harmonia quanto nos de transição.

A Proporção Áurea, também conhecida como Número de Ouro, Número Áureo, Divina Proporção, Espiral de Ouro e Sequência de Fibonacci, é uma constante real algébrica irracional de valor arredondado a três casas decimais de 1,618, denotada pela letra grega (Phi). 

O número 1,618 é considerado por muitos o número da harmonia e a soma de seus elementos dá 16.

 

O Que é Proporção Áurea? Entenda Como Ela Mudou a História da Arquitetura

A Proporção Áurea aparece em inúmeras coisas da natureza e, segundo acreditam alguns, sua abrangência é universal: ela se reflete na organização dos ossos de humanos e outros animais, na ramificação de veias e nervos, na disposição das pétalas das flores e sementes das plantas, nos galhos das árvores, na formação de galáxias, na formação de furacões, na geometria dos cristais, nas proporções de compostos químicos e até nas moléculas de DNA. A forma como os galhos das árvores se ramificam também reflete a proporção áurea, assim como os padrões adotados pelas raízes de determinadas plantas. As conchas de muitos animais marinhos, bem como as dos caracóis, são perfeitos exemplos do Espiral Dourado.

 

Ela também está muito presente nas artes e na arquitetura: dizem que os antigos egípcios empregaram a Proporção Áurea para construir as Pirâmides de Gizé e os antigos gregos também fizeram uso dela para projetar alguns de seus mais importantes monumentos. A Proporção Áurea também teria sido aplicada em inúmeros quadros e esculturas da Renascença para que os artistas pudessem alcançar maior beleza e equilíbrio em suas obras. Dizem que o próprio Leonardo Da Vinci teria aplicado o conceito para definir todas as proporções em sua obra “A Última Ceia” e empregado a Proporção Áurea para criar a “Mona Lisa” e o “Homem Vitruviano”. Além de Da Vinci, outros artistas também teriam feito uso do conceito, entre eles Michelangelo, Botticelli, Raphael, Rembrandt e Salvador Dali. 

Em todo o Universo está presente o fenômeno da simetria, do equilíbrio e da harmonia da natureza, onde se observa esse número intimamente envolvido com os processos de crescimento e desenvolvimento.

Voltar para o blog

Deixe um comentário

Os comentários precisam ser aprovados antes da publicação.