Pular para as informações do produto
1 de 2

Pingente Sleipnir Viking Prata

Pingente Sleipnir Viking Prata

Preço normal R$ 397,00
Preço normal Preço promocional R$ 397,00
Promoção Esgotado

Pingente em Prata 925

Sleipnir é o legendário cavalo de oito pernas pertencente à Odin, deus supremo do panteão nórdico. Sleipnir carrega Odin entre o mundo dos deuses e o mundo da matéria.

SKU: P017P008

Materiais

Prata 925

Dimensões

Peso: 9 g
Altura: 3 cm

Significados

Sleipnir

Sleipnir é o legendário cavalo de oito pernas pertencente à Odin, deus supremo do panteão nórdico. Sleipnir carrega Odin entre o mundo dos deuses e o mundo da matéria.

Em razão de suas oito pernas, Sleipnir pode correr mais rápido do que o vento, pode galopar através do ar, do mar, pela terra e nas regiões sombrias interiores.

Sleipnir simboliza o Tempo. Suas oito pernas representam oito direções e oito dimensões. Ele facilita o acesso aos locais e direções que se quer alcançar, ajuda nos caminhos e leva rápido e seguramente para onde se deseja ir, com passos certos e em jornadas seguras.

A LENDA DE SLEIPNIR

Conta a lenda que os deuses nórdicos queriam reconstruir um muro que havia se rompido e que protegia Valhalla (um majestoso e enorme salão dominado pelo deus Odin situado em Asgard, reino dos deuses) do ataque dos gigantes. Um construtor apareceu na cidade e se ofereceu para construir o muro, pedindo como pagamento a mão da deusa Freyja, além do Sol e da Lua.
Os deuses queriam muito que o muro fosse reconstruído, mas os termos impostos pelo construtor eram ultrajantes! No decorrer da reunião dos deuses para estudar a oferta do construtor, o deus Loki sugeriu uma maneira de enganar o construtor e, ainda, conseguir ao menos parte do muro reconstruída. Assim, os deuses resolveram aceitar a proposta com a condição de que tudo fosse feito no decorrer de um só inverno, tendo o construtor que trabalhar sozinho. Quando os deuses contaram sua decisão para o construtor, ele apenas pediu se poderia usar a ajuda de seu cavalo – Svaldifari. Os deuses concordaram.
O trabalho teve início no primeiro dia de inverno e logo ficou claro que Svaldifari tinha enorme força e estava fazendo sozinho o trabalho de muitos homens, puxando enormes pedras e colocando-as em seu lugar.
Conforme o inverno foi passando, os deuses foram ficando preocupados: na verdade, eles não haviam acreditado na possibilidade de que tudo ficasse pronto em um inverno e agora estavam diante da ameaça de ter que cumprir a promessa feita.
Odin, enraivecido, ameaçou matar Loki se o muro ficasse pronto no prazo previsto. Loki se deu conta que o cavalo do construtor estava fazendo a maior parte do trabalho e que o trabalho não terminaria a tempo sem sua ajuda. Para atrapalhar o construtor, na última noite antes do prazo expirar, quando o muro estava quase completo, Loki tomou a forma de uma jovem égua e foi provocar Svaldifari. Este correu atrás da égua a noite toda, deixando de trabalhar. Quando Svaldifari finalmente voltou para seu dono, era muito tarde para terminar o muro a tempo.
Meses depois, Loki voltou a Asgard. Ele trazia consigo um potro de oito pernas, a cria de Loki e Svaldifari, que ele ofereceu a Odin. O potro recebeu o nome de Sleipnir e podia andar sobre a terra, a água e o ar. A partir desse dia, Sleipnir se tornou a montaria de Odin.

Vida longa e boa sorte!

Ver informações completas

Customer Reviews

No reviews yet
0%
(0)
0%
(0)
0%
(0)
0%
(0)
0%
(0)